Mudou!

O Redação do Esporte mudou de hospedagem! Acesse nosso conteúdo atualizado em: www.redacaoesporte.com.br

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Comentário da Redação > Um Santos sem rumo dá vexame no Piauí

Presidente afastado. Presidente temporário sem autoridade nenhuma. Técnico afastado. Mas quando ele está, não muda nada também. Afinal, o time já está há mais de 2 anos sem jogar bom futebol com sequência. Os jogadores que estão lá ou são velhos ou são péssimos. Tem os bons também, mas nesse pequeno grupo alguns que são os mais decisivos não estão rendendo tudo o que podem. Mas se o time não é um time, e sim um catado, sem padrão de jogo nenhum, fica difícil culpar só os jogadores.

Enfim, faço esse desabafo logo no primeiro parágrafo para que você que está lendo tenha uma noção de qual é o cenário do Santos neste início de ano. Após o que aconteceu ontem no Piauí, diante do Flamengo de lá, tá na hora de um basta. De alguém fazer alguma coisa. Porque o time não tem rumo, está à deriva. Joga, ganha uma ou outra partida, mas não se vê ambição nenhuma, objetivo, vontade, brio. E isso vem de cima pra baixo.

Lá no Albertão, o jogo começou como era de se esperar. O Santos dominava, mas completamente displicente. Enfrentava um time fraquíssimo, que tinha como craques Lucio Bala (aquele), com trinta e tantos anos, e Edson Di, também veterano, que já passou pelo Corinthians. Dessa maneira, mesmo sem se esforçar, abriu o placar e ampliou antes dos 30 minutos, com Giva e Montillo. Neymar deu belo passe para os dois gols.

O que parecia vitória certa e por goleada se transformou em pesadelo. O Flamengo, que não tinha sequer tentado chutar a gol até então, teve um pênalti em saída ridícula do Rafael pra cima do Lucio e mais uma falha de marcação da zaga. E o Edson Di marcou.

No segundo tempo, o Flamengo-PI viu que o Santos não era esse monstro todo. Ainda mais jogando sem nenhuma vontade, desrespeitando o adversário e o público presente no estádio, que foi até lá querendo ver um grande clube, com grandes jogadores, realidade distante da cidade de Teresina.

Mas a torcida saiu de lá feliz com a aplicação dos jogadores do time da casa, que se não têm qualidade, pelo menos são organizados e demonstraram muita vontade. Assim, em cobrança de falta, Edson Di empatou o jogo. E poderia ter sido pior, pois o Santos deu várias chances para que a virada acontecesse, o que seria uma vergonha inesquecível.

O Santos até tentou marcar depois que sofreu o empate, fez 2 vezes em gols bem anulados, mas... na boa? Não merecia não. Melhor pagar o castigo de jogar na Vila semana que vem para 2 mil pessoas cornetando. E pode ganhar de quanto for, que não apagará a péssima maneira como o time e dirigentes vêm representando a camisa do Santos.

Posso estar sendo exagerado e precipitado. Mas se não começar uma cobrança forte agora, prevejo um ano sem conquistas e com muitas decepções. E se Neymar sair, como se especula, aí, meu amigo, não quero nem pensar!

Conceitos

Rafael - PÉSSIMO: Demorou, mas tenho que admitir: o Rafael não tá jogando nada, faz tempo. Bola vai pro gol, é gol. E ontem ainda fez um pênalti ridículo.
Galhardo - PÉSSIMO: Vou repetir o que falei ontem para o meu irmão: é uma afronta ao torcedor do Santos ter que ver esse cara como titular. Ou no elenco!
(Patito Rodriguez) - SEM CONCEITO: Jogou pouco. Que adianta colocar o cara pra jogar 10 minutos?
Edu Dracena - RUIM: Muito lento e atrasado nas jogadas.
Durval - PÉSSIMO: Idem ao companheiro, com a ressalva de ainda fazer faltas ridículas, como a que originou o gol de empate do Flamengo.
Léo - REGULAR: Sempre muito esforçado. Mas as pernas já não aguentam mais 90 minutos.
Renê Júnior - BOM: Mais uma vez se salvou da medíocridade.
Alan Santos - BOM: Idem ao companheiro. Boa dupla essa.
Cícero - RUIM: Mais uma partida bem abaixo do que vinha fazendo. Tá se achando craque.
Montillo - RUIM: Pra variar, não jogou nada, não pediu jogo. Fez o gol e só. E isso não melhora seu conceito.
Giva - BOM: Muito esforçado, fez um gol... vou dar uma nota melhorzinha pra ele pela dedicação, artigo raro no time.
(André) - PÉSSIMO: Jogou o mesmo tempo que o Patito, mas foi o bastante pra constatar sua indolência. Chega de André!
Neymar - REGULAR: Deu o passe para os dois gols, mas não podemos dizer que ele jogou bem. Dentro desse momento sem direção do Santos, acho que ele é o mais afetado. Eu entendo essa queda de rendimento. Difícil encontrar motivação se ele não vê perspectiva nenhuma onde está.
Téc. Táta - SEM CONCEITO: Nem vou dar nota. Tudo que ele fez ontem foi o que o Muricy deve ter passado pra ele. A nota do Muricy vocês peguem aí nos meus últimos comentários.

Curta a página do torcedor santista no Facebook: www.facebook.com/SantistaDeAlma.

Foto: Futura Press

_____________________________________

* ÓTIMO, BOM, REGULAR, RUIM ou PÉSSIMO? No Comentário da Redação, você fica sabendo o que rolou nos principais jogos da rodada, incluindo análises individuais dos atletas.

por Ricardo Pilat
| pilatportasio@gmail.com | @ricardopilat

Nenhum comentário:

Postar um comentário