Mudou!

O Redação do Esporte mudou de hospedagem! Acesse nosso conteúdo atualizado em: www.redacaoesporte.com.br

sábado, 31 de maio de 2008

Tênis > Federer segue arrasando

* Confira os resultados do dia em Roland Garros

Após um início complicado, Roger Federer vem encontrando seu jogo no saibro de Roland Garros. Neste sábado, o número 1 do mundo não teve dificuldades para eliminar o croata Mario Ancic, ao fazer 3 sets a 0, parciais de 6/3, 6/4 e 6/2 em menos de duas horas de jogo. A vitória coloca Federer nas oitavas-de-final, onde enfrentará o francês Julien Benneteau, que derrotou o sueco Robin Soderling por 3 sets a 1, parciais de 1/6, 7/6(6), 6/0 e 6/1.

Em uma das partidas mais disputadas deste sábado, o croata Ivan Ljubicic despachou o russo Nikolay Davydenko por 3 sets a 2, parciais de 4/6, 2/6, 6/3, 6/2 e 6/4. David Ferrer e Gael Monfils também tiveram dificuldades para passar por seus adversários. O espanhol Ferrer eliminou o australiano Lleyton Hewitt por 3 sets a 2 ( 6/2, 3/6, 3/6, 6/3 e 6/4), enquanto o francês Monfils virou para cima do austríaco Jurgen Melzer com 4/6, 7/5, 4/6, 6/0 e 6/2.

Maria está nas quartas

Desta vez foi mais fácil, mas nem tanto. Após um primeiro set complicado, Maria Sharapova se recuperou e garantiu neste sábado sua terceira vitória em Roland Garros, ao fazer 2 sets a 0, parciais de 7/6 (4) e 6/0 sobre a italiana Karin Knapp, número 32 do mundo. Nas oitavas-de-final, a primeira do mundo fará um clássico russo, contra Dinara Safina, que venceu a chinesa Jie Zheng por 6/2 e 7/5.

Resultados de sábado

Masculino
Gael Monfils (FRA) 4/6, 7/5, 4/6, 6/0 e 6/2 Jurgen Melzer (AUT)
Roger Federer (SUI) 6/3, 6/4 e 6/2 Mario Ancic (CRO)
David Ferrer (ESP) 6/2, 3/6, 3/6, 6/3 e 6/4 Lleyton Hewitt (AUS)
Robby Ginepri (EUA) 6/4, 6/4 e 6/4 Florent Serra (FRA)
Ivan Ljubicic (CRO) 4/6, 2/6, 6/3, 6/2 e 6/4 Nikolay Davydenko (RUS)
Fernando Gonzalez (CHI) 5/7, 2/6, 6/4, 6/4 e 6/4 Stanislas Wawrinka (SUI)
Radek Stepanek (RTC) 6/3, 6/2 e 6/1 Tommy Robredo (ESP)
Julien Benneteau (FRA) 1/6, 7/6(6), 6/0 e 6/1 Robin Soderling (SUE

Feminino
Svetlana Kuznetsova (RUS) 6/2 e 6/1 Nadia Petrova (RUS)
Maria Sharapova (RUS) 7/6 (4) e 6/0 Karin Knapp (ITA)
Victoria Azarenka (BLR) 6/1 e 6/1 Francesca Schiavone (ITA)
Elena Dementieva (RUS) 6/0 e 6/4 Olga Govortsova (BLR)
Dinara Safina (RUS) 6/2 e 7/5 Jie Zheng (CHN)
Jelena Jankovic (SER) 7/5 e 6/3 Dominika Cibulkova (ESQ)
Vera Zvonareva (RUS) 6/2 e 6/2 Aleksandra Wozniak (CAN)
Kaia Kanepi (EST) 6/1, 6/7(5) e 7/5 Anabel Medina Garrigues (ESP) Petra Kvitova (RTC) 7/6(5), 4/6 e 6/2 Agnes Szavay (HUN)


Fonte: Globo.com

Direto da Redação








Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Campeonato Brasileiro > Inter tem gols anulados, Sport erra pênalti, e jogo empata em 1 a 1

* Com jogo cheio de emoções, Inter e Sport empatam no Beira-Rio

Na primeira etapa, o Colorado teve dois gols anulados. Na segunda, mesmo depois de ter o zagueiro Sidnei expulso, foi superior, buscou a vitória, e o goleiro Renan foi milagroso ao defender pênalti e o respectivo rebote, garantindo o resultado.

Há três rodadas sem ganhar, os gaúchos, que somam 4 pontos, terão uma semana de trabalho até a quinta rodada (8/6), quando enfrenta a Portuguesa em São Paulo. Antes disso, na quarta-feira o rubro-negro (5 pontos) faz a primeira final da Copa do Brasil contra o Corinthians, também na Capital paulista.

O Inter tomava a iniciativa, tocava a bola pelo meio, e logo aos 5min de partida Alex tabelou com Nilmar, dominou na frente da área e colocou no canto direito com categoria, abrindo o placar. Os donos da casa chegaram a marcar de novo com Sidnei aos 11, mas o lance foi anulado por impedimento. Bem arrumado, o Sport chegou ao empate aos 13, numa cobrança de escanteio pela direita que Leandro Machado cabeceou livre no segundo pau: 1 a 1.

Apesar do maior controle do Inter, que praticamente só atuava no campo ofensivo, os pernambucanos assustavam com bons contra-ataques. Aos 21, Dutra recebeu na área, e só não marcou porque o chute desviou em Sidnei. Em lance confuso aos 39, após falta, Nilmar aproveitou uma bola mau afastada, mas novamente o gol colorado foi anulado por impedimento.

Insatisfeito com a arbitragem, Abel Braga criticou o primeiro tempo. "A gente se preocupa em evitar entrar forte, não jogar duro, mas tomamos cartão na primeira falta. Pra eles, só depois de três ou quatro. É sempre o mesmo tipo de critério", reclamou.

O Inter pressionava na etapa complementar, mas aos 8 Sidnei cometeu falta em Luciano Henrique e, como era o último homem, foi expulso. A vantagem numérica fez o Sport sair da retranca em busca da virada. Sem diminuir o ritmo, os donos da casa seguiam melhores, com Nilmar, Alex e Adriano dando muito trabalho para a defesa.

Aos 28 Enílton apareceu atrás da defesa, tentou driblar Renan e foi derrubado. Pênalti que Carlinhos Bala bateu rasteiro no canto direito e o goleiro defendeu, no rebote o atacante cabeceou alto na esquerda e Renan, mais uma vez, salvou. Depois do lance incrível, o confronto perdeu intensidade, mas o Inter até o final lutou pelo gol. Aos 45 Alex acertou bomba de longe que Magrão espalmou para fora, no último lance de perigo.

FICHA DO JOGO:
Data: 31/5/2008 (sábado)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha Matos (Fifa/BA)
Cartões amarelos: Dutra, Luciano Henrique, Igor, Fábio Gomes, Diogo, Enílton (Sport); Sidnei, Renan (Inter)
Cartão vermelho: Sidnei (Inter)
Gols: Alex (aos 5min), Leandro Machado (aos 13min do primeiro tempo)

INTERNACIONAL
Renan; Índio, Sidnei e Marcão; Edinho, Guiñazu, Andrezinho (Ricardo Lopes), Alex e Ramon; Adriano (Ji-Paraná) e Nilmar (Iarley)
Técnico: Abel Braga

SPORT
Magrão; César (Enílton), Igor e Durval; Luisinho Neto (Diogo), Everton (Luciano Henrique), Sandro Goiano, Fábio Gomes e Dutra; Carlinhos Bala e Leandro Machado
Técnico: Nelsinho Baptista

Figueirense empata 0 a 0 com Goiás, que segue sem vencer

Figueirense e Goiás empataram sem gols neste sábado, no estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, o time do Sul do país chegou aos cinco pontos, na oitava posição, enquanto que a equipe do Centro-Oeste segue sem vencer e soma três pontos, em 16º lugar.

Na próxima rodada, o Figueirense joga com o Flamengo, no Maracanã, no sábado. O time do Centro-Oeste, por sua vez, enfrenta o Atlético-PR, em Curitiba, no domingo.

Fonte: Uol


Estagiário: Pedro Silas
pedro_sccp@yahoo.com.br

Campeonato Brasileiro > Com dois gols de Jean, Vasco vira e vence o Grêmio

* Cruzmaltino esquece a eliminação na Copa do Brasil e vira para cima do Grêmio em São Januário

Um time foi melhor em cada tempo. A diferença foi Jean, autor de dois gols da equipe do Vasco na vitória por 2 a 1, de virada, para cima do Grêmio, neste sábado, em São Januário, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O gol dos gaúchos foi marcado por Reinaldo. Com o resultado, os cariocas chegaram aos sete pontos, mesmo número dos comandados por Celso Roth.

Ambos voltam a campo no próximo dia 8. Enquanto o time da Colina pega o Cruzeiro, às 18h10, no Mineirão. Já o Grêmio recebe o Fluminense, às 16h, no Olímpico. Os confrontos são válidos pela quinta rodada da competição nacional.

Grêmio domina o primeiro tempo e abre o marcador com Reinaldo

Como de costume, o Vasco apostava nas jogadas pela direita através da dupla Wagner Diniz e Morais. Após jogada do lateral, o time da casa quase marcou logo aos dois minutos. Em contrapartida, o rápido time do Grêmio ameaçou aos oito e ao 11, ambos por intermédio do meia Roger.

Além de Madson não apoiar, o Grêmio explorava os espaços deixados no setor esquerdo. Sobretudo, nas jogadas articuladas por Roger e nos centros executados por Paulo Sérgio. Com esta dobradinha, o time visitante abriu o marcador, aos 30, por intermédio do atacante Reinaldo.

Com um gol, o Grêmio passou a explorar os contra-ataques enquanto que o Vasco centralizava muitas as jogadas pelo meio. Em uma delas, Leandro Bomfim quase marcou aos 37, na última chance relevante da primeira etapa.

Jean entra, marca dois e muda história do jogo

Muitos não entenderam a substituição de Antônio Lopes de sacar Morais e promover a entrada de Jean. Porém, foi do atacante o gol de empate do Vasco, aos sete minutos da etapa final.

O Grêmio sentiu o golpe e passou a pouco ameaçar Tiago. Aos 23, o treinador cruzmaltino promoveu a estréia do atacante Landú, que substituiu Alan Kardec, que não rendeu perigo algum ao gol defendido por Victor.

Porém, aos 30, Jean fez valer a máxima de que o Vasco é o "time da virada". O atacante precisou arrematar duas vezes após passe do lateral-direito Wagner Diniz. Depois disso, foi só a tímida torcida presente em São Januário celebrar o triunfo, depois do susto em arremate de Jonas. Antes do término do duelo, Antônio Lopes foi expulso.

FICHA DO JOGO:
Data: 31/05/2008 (Sábado)
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: José Henrique de Carvalho (SP)
Auxiliares: Ednílson Corona (Fifa-SP) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões amarelos: Leandro Bomfim e Jean (Vasco); Léo, Paulo Sérgio, Pereira, Reinaldo e Rafael Carioca (Grêmio)
Gols: Reinaldo, aos 30 minutos do primeiro tempo; Jean, aos 8 e aos 30 minutos do segundo tempo

VASCO
Tiago, Luizão, Jorge Luiz e Rodrigo Antônio; Wagner Diniz, Jonílson, Leandro Bomfim, Morais (Jean) e Madson (Souza); Leandro Amaral e Alan Kardec (Landú).
Técnico: Antônio Lopes

GRÊMIO
Victor, Léo, Pereira e Réver; Paulo Sérgio, Eduardo Costa, Rafael Carioca, Roger (Jonas) e Anderson Pico; Soares (Marcel) e Reinaldo (Makelele).
Técnico: Celso Roth

Fonte: Uol


Estagiário: Pedro Silas
pedro_sccp@yahoo.com.br

Santos > De camarote térreo

Momento de reflexão

Emerson Leão não é mais o técnico do Santos, isso todos sabem. Mas a verdade é que ele não é o único culpado por toda a situação atual do clube. Aliás, qual a situação do clube? Eu explico rapidamente.


Dentro de campo:
- No Paulista o time passou apenas perto de chegas às semi-finais;
- Na Libertadores fomos às quartas-de-final;
- No Brasil, em 3 rodadas temos 3 pontos;
- Time bom, com alguns jogadores ruins.

Fora de campo:
- Um caos financeiro e administrativo;
- Diretoria desestruturada;
- Boa estrutura física: estádio, CT, Hotel, Centro de recuperação física.

Ou seja, nenhuma maravilha, mas nada de desesperador. Ou seja, não existe nenhuma crise, e Leão não deve ser responsabilizado por nada. Ele teve uma passagem razoável, mas seu clima com o elenco era péssimo e ele apostava em jogadores sem futuro nenhum. Saiu e ponto final.

Agora é bom a diretoria investir em um treinador mais agregador. Os dois nomes que surgiram se encaixam neste perfil: Paulo Autuori e Cuca.

A perspectiva este ano não é de título, mas seria bom se o Santos investisse um pouco mais em jogadores, olhando mais para jovens revelações pelo Brasil, e até na América do Sul... hora de trabalhar.

Sobre Leão, a torcida agradece o felino por tudo que ele fez pelo Santos até hoje, mas espera que ele nunca mais volte a treinar o clube. Sua época já passou.

E tem gente que não dá mais...

E se o técnico saiu, tem jogador que poderia ir junto. Não gosto de ficar citando nomes, mas acho bom não ficar em cima do muro, então segue uma pequena lista de "dispensa"

- Wesley; corre e corre... e só corre
- Tripodí; chora canela;
- Fabão; zagueiro de pelada;
- Tabata; lamentável.

Alguns podem ser emprestados, outros podem procurar outro futuro, mas não adianta mais insistir nestes nomes.

Cuca ou Autuori?

Eis a questão. Eu prefiro Cuca, mas acredito que venha Autuori, que já passou pelo Santos sem sucesso.

Cuca manja mais de futebol, mas não tem 10 % da vitoriosa carreira da Autuori. Este segundo, porém, nunca me arrancou suspiros. Me parece mais um amigo, motivador...

Enfim, o importante é definir o quanto antes este problema, pois sem técnico não dá.

San-São

Duas equipes em momentos muito semelhantes. A única diferença é que o Tricolor ainda não trocou de técnico. Ainda.

Aposto em empate no clássico, mas nenhum resultado, nem diferença de gols, irá me surpreender.

Fim do momento de reflexão. Boa noite.

Direto da Redação









Colunista: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Campeonato Brasileiro > Cartola FC

* Confira o time dos redatores na 4ª Rodada; Participe de nossa liga

Dínamo Orzhov

Rogério Ceni - São Paulo

Patrício - Portuguesa
Espinoza - Cruzeiro
Fabio Luciano - Flamengo
Leandro - Palmeiras

Guinazú - Internacional
Marcinho - Flamengo
Cleiton Xavier - Figueirense

Diogo - Portuguesa
Aloísio - São Paulo
Nilmar - Internacional

Técnico: Vágner Mancini - Vitória

Presidente: Marco Miranda

marco_mirand@yahoo.com.br

___________________________

Sei Lá Futebol Clube

Fábio Costa - Santos

Leonardo Moura - Flamengo
Henrique - Palmeiras
Fábio Luciano - Flamengo
Leandro - Palmeiras

Petkovic - Atlético-MG
Fabrício - Cruzeiro
Alex - Internacional

Alex Mineiro - Palmeiras
Fernandão - Internacional
Nilmar - Internacional

Técnico: Guilherme Macuglia - Figueirense

Presidente: Pedro Silas
pedro_sccp@hotmail.com

___________________________

Dínamo Pilat

Renan - Internacional

Élder Granja - Palmeiras
Leandro Almeida - Atlético-MG
Fábio Luciano - Flamengo
Leandro - Palmeiras

Rodrigo Souto - Santos
Léo Lima - Palmeiras
Pedro Ken - Coritiba
Ramires - Cruzeiro

Nilmar - Internacional
Guilherme - Cruzeiro

Técnico: Abel Braga - Internacional

Presidente: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Entre na Liga da Redação











Direto da Redação

Série B > "Dividido", Corinthians vence o Fortaleza e mantém 100% na Série B

* Com gols de Alessandro e Herrera, Timão vence o Fortaleza e abre boa vantagem

Não é novidade para ninguém que a cabeça do Corinthians está voltada para a decisão da Copa do Brasil. Prova disso foi o duelo diante do Fortaleza. Poupou vários titulares, promoveu a estréia de Elias e até escalou o "esquecido" Lima. Mesmo assim, não deixou seu desempenho cair na Série B do Nacional. Com gols de Alessandro e Herrera, derrotou o rival por 2 a 0, no Pacaembu, e manteve 100% de aproveitamento na competição.

Assim, uma das metas do técnico Mano Menezes foi alcançada. Além de frear o bom momento do time cearense, que vinha embalado por duas goleadas seguidas (Paraná e Gama) e tinha a oportunidade de assumir a liderança (sete pontos), o Corinthians permanece com tranqüilidade na primeira colocação, agora 12 pontos.

A outra era poupar alguns titulares, por causa do primeiro jogo da final da Copa do Brasil, agendado para a próxima quarta-feira, contra o Sport, e manter o mesmo ritmo na segunda divisão nacional. Desta vez, quatro jogadores (Chicão, Eduardo Ramos, Diogo Rincón e Dentinho) sequer foram relacionados.

Por outro lado, contou com as voltas de Carlos Alberto, André Santos, Fabinho e Lulinha, que não participaram do jogo diante do Botafogo. Lulinha, aliás, virou preocupação para enfrentar os pernambucanos. Logo no começo do jogo, ele sofreu uma contusão --caiu no começo das escadarias do vestiário-- e precisou ser substituído.

Mano Menezes também surpreendeu na escalação. O atacante Lima, pouco aproveitado desde a sua chegada, iniciou como titular no lugar de Herrera, que começou no banco de reservas. Aproveitou também para fazer a estréia de Elias, que disputou o Paulistão-08 pela Ponte Preta.

Com o resultado, o time paulista também mantém um excelente retroepecto contra o Fortaleza nesta temporada. Essa foi a terceira vitória sobre o rival. Antes, havia vencido os dois confrontos pela Copa do Brasil.

Corinthians joga melhor

O início da partida dava sinais de que o Corinthians não teria tanta facilidade para se manter com 100% de aproveitamento. Encontrava muitas dificuldades para penetrar na defesa do rival. Mas a entrada de Alessandro, logo no começo jogo no lugar de Lulinha, que se machucou, foi benéfica para a equipe.

O time mudou sua postura e avançou a marcação. Assim, encurralou o Fortaleza e passou a criar oportunidades. Foi premiado com o primeiro gol, aos 22min do primeiro tempo. Coincidentemente, Alessandro abriu o marcador, após acertar um chute de fora da área. A bola desviou no meio do caminho, atrapalhando o goleiro Tiago Cardoso.

Além de melhorar, o time de Parque São Jorge contou com a apatia do Fortaleza. Quase não chegou ao gol do rival. Para se ter idéia, o goleiro Felipe foi um mero espectador durante a etapa inicial. Enquanto isso, a equipe paulista desperdiçava mais chances, principalmente com o atacante Lima.

Pouco aproveitado pelo técnico Mano Menezes, ele teve duas claras oportunidades para ampliar. Na primeira, aos 31min, acertou de primeira e exigiu uma difícil defesa de Tiago Cardoso. Depois, aos 39min, cabeceou livre em cima do goleiro do time cearense.

"O time foi bem, mas precisávamos ter aproveitado melhor as oportunidades", admitiu o técnico Mano Menezes.

O panorama do segundo tempo continuou idêntico. O Fortaleza não encontrava liberdade para atacar, enquanto o Corinthians criava e não marcava. Desta vez, Elias quase deixou sua marca, todas arriscando de fora de área.

Mesmo mal, o time cearense poderia igualar. Aos 28min, após bela troca de passes, Junior Cearense assustou o goleiro Felipe. Não fez e ainda viu o lateral Marcio Azevedo receber o cartão vermelho. Para piorar, Herrera recebeu de Elias, aos 34min, e definiu a vitória do time paulista, a quarta no Nacional.

O técnico Heriberto Cunha reclamou muito da arbitragem --alegou que Elias pegou a bola fora do campo na jogada do gol-- e também foi expulso.

FICHA DO JOGO:
Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Auxiliares: Renato Miguel Vieira (DF) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Cartões amarelos: Simão, Junior Cearense e Leandro (Fortaleza); Carlos Alberto (Corinthians)
Cartão vermelho: Márcio Azevedo e o técnico Heriberto Cunha (Fortaleza)
Gols: Alessandro, aos 22min do primeiro tempo; Herrera, aos 34min do segundo tempo.

CORINTHIANS
Felipe; Carlos Alberto, Fábio Ferreira, William e André Santos; Fabinho, Elias, Lulinha (Alessandro) e Douglas; Lima (Herrera) e Acosta (Marcel)
Técnico: Mano Menezes

FORTALEZA
Tiago Cardoso; Vitor, Erandir e Preto; Simão, Leandro, Dude (Junior Cearense), Paulo Isidoro e Márcio Azevedo; Osvaldo (Lúcio) e Rômulo
Técnico: Heriberto da Cunha

Fonte: Uol

Comentário da Redação
Faltaram mais gols!

Eu esperava algumas dificuldades no jogo de hoje, até pelo fato do Fortaleza entrar no jogo como vice-líder e o time com o melhor ataque da competição, mas o jogo foi o mais fácil da Série B até agora. O Timão dominou o jogo o tempo todo, e teve chances de golear no Pacaembu.

Mas nunca é bom dominar e administrar o jogo com um placar mínimo, poderia ter definido antes, porém é normal o time tirar o pé pensando no jogo de quarta-feira, mesmo não sendo força máxima.

E um dos destaques do jogo foi exatamente o estreante da tarde, o meia Elias, ex-Ponte Preta. É cedo para falar, mas tem tudo para se encaixar como uma luva neste meio-campo, jogando como segundo volante, o jogador de saída que faz a bola sair com qualidade do sistema defensivo para os armadores, mas não sei se esta função é a de origem dele, pois na Ponte ele chegava mais à frente.

Destaque também para o Alessandro, que nos últimos dois jogos, mesmo voltando de contusão, fez duas ótimas partidas, se apresenta muito bem para o jogo, além de ter feito o gol de pênalti contra o Botafogo, hoje, com a ajuda do goleiro, marcou o seu.

Agora que a missão na Série B está parcialmente cumprida, com 100% de aproveitamento e líder isolado, é pensar somente na Copa do Brasil: Fazer um ótimo resultado aqui no jogo de ida, e se possível sem tomar gols.

Conceitos
Felipe - REGULAR: Não teve o mínimo trabalho.
Carlos Alberto - BOM: Hoje foi muito raçudo e fez boa partida, mas com o elenco completo e entrosado, é reserva.
Fábio Ferreira - BOM: Muito seguro.
William - BOM: Idem ao Fábio Ferreira. Não passou nem vento na zaga.
André Santos - BOM: Foi melhor defensivamente, até por não ter liberdade. Tem tudo para arrebentar contra o Sport.
Fabinho - BOM: Foi bem na marcação e deu liberdade ao Elias.
Elias - ÓTIMO: Para uma estréia foi ótimo... Se apresentou para o jogo, arriscou chutes, deu passes precisos, e marcou muito lá atrás, além de ter feito a jogada do segundo gol. É um jogador extremamente versátil, será muito importante no Timão.
Lulinha - SEM CONCEITO: Teve o azar de se machucar e saiu cedo.
(Alessandro) - ÓTIMO: Outra ótima partida dele, se apresenta muito bem para o jogo, tem uma ótima qualidade no passe, e fez o seu gol. A posição ideal dele é de meia mesmo.
Douglas - REGULAR: Muito discreto hoje e errando passes que não costuma errar, mas é sempre perigoso.
Lima - REGULAR: Fez uma boa jogada só, que o goleiro fez grande defesa. Precisa ter mais chances.
(Herrera) - ÓTIMO: Vai virar ídolo fácil. A torcida gritou o nome dele e o Mano colocou. Na primeira bola boa que recebeu, definiu o jogo. Se chegar bola ele resolve.
Acosta - REGULAR: Parece que não se soltou no Timão ainda, só pega a bola e segura na ponta até sofrer a falta. Mas pelo menos vem sendo o talismã do Corinthians.
(Marcel) - REGULAR: Como sempre, muito discreto.
T: Mano Menezes - ÓTIMO: Escalou o time ideal para hoje, poupando alguns e mesmo assim deixando um time que não teve trabalho para ganhar. Vem fazendo um grande trabalho no Timão.

Direto da Redação

Estagiário: Pedro Silas
pedro_sccp@yahoo.com.br

Campeonato Brasileiro > Vasco busca recuperação contra o Grêmio

* Edmundo, ainda em "depressão", não joga

Ainda sob o efeito do baque causado pela eliminação na semifinal da Copa do Brasil, o Vasco encara o Grêmio, neste sábado, em São Januário. Uma ausência é certa no time. O atacante Edmundo, que ainda não sabe se abandonará ou não futebol, está fora do confronto. Enquanto isso, do outro lado, a grande dúvida do Tricolor Gaúcho é no ataque.


Antônio Lopes deve voltar a utilizar o esquema com três zagueiros no Vasco. Assim, Rodrigo Antônio pode ganhar a vaga de titular novamente e Eduardo Luiz, que não jogou a última partida por estar suspenso, também volta. Já na ala-esquerda Madson é outro que pode figurar entre os titulares.

O técnico confirmou que o substituto do ala-esquerda Hélder, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, será Anderson Pico, que volta a jogar dois meses depois de sofrer uma fissura no pé direito. Mas não quis adiantar quem preencherá a vaga do atacante Perea, que serve a seleção colombiana.

Ficha do Jogo

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 31/5/2008 - 18h20min (de Brasília)
Árbitro: José Henrique de Carvalho(SP)
Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Carlos Berkenbrock (SC)


VASCO: Tiago, Eduardo Luiz, Rodrigo Antônio, Jorge Luiz; Wagner Diniz, Jonílson, Leandro Bomfim, Morais e Madson; Leandro Amaral e Alan Kardec (Jean).

Técnico: Antônio Lopes.


GRÊMIO: Victor, Léo, Pereira e Réver; Paulo Sérgio, Eduardo Costa, Rafael Carioca, Roger e Anderson Pico; Reinaldo e Soares.

Técnico: Celso Roth.

________________________

BOLA DE CRISTAL


Apesar de ainda estar abalado com a eliminação na Copa do Brasil, creio que o Vasco vence em casa.
Palpite: Vitória do VASCO.

Mago: Ricardo Pilat


Inter quer vingança contra o Sport

Após ser eliminado pelo Sport na Copa do Brasil, o Inter volta a enfrentar o time pernambucano, neste sábado, no Beira-Rio, pela 4ª Rodada do Campeonato Brasileiro. Para o Sport, porém, o jogo não tem muita importância, já que a preocupação mesmo é com a final da Copa do Brasil, contra o Corinthians.


Ficha do Jogo

Estádio: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 31.05.08 – 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas – Asp. Fifa (BA)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos – Fifa (BA) e Adson Márcio Lopes Leal (BA)


INTERNACIONAL: Renan; Indio, Sidnei e Marcão; Andrezinho (Adriano), Edinho, Magrão, Guiñazú e Alex; Nilmar e Iarley.

Técnico: Abel Braga.


SPORT: Magrão, Luisinho Netto, Igor, Durval e Dutra; Daniel Paulista, Everton, Sandro Goiano e Luciano Henrique; Enílton e Leandro Machado.

Técnico: Nelsinho Baptista.


__________________________

BOLA DE CRISTAL


O Sport volta suas atenções para o jogo de quarta contra o Corinthians, e não deve repetir o feito das quartas-de-final contra este mesmo colorado.
Palpite: Vitória do INTER.


Mago: Ricardo Pilat


Figueirense recebe o Goiás

O Figueirense conta com a força do Estádio Orlando Scarpelli para derrotar o Goiás, neste sábado, às 18h20m, pela quarta rodada do Brasileirão. A única vitória alvinegra na competição foi justamente em casa, após uma bela apresentação contra o Coritiba (2 a 1). No Estadual, o Figueira conquistou nove triunfos em 12 jogos diante de sua torcida. O Alviverde, por sua vez, tenta dar fim a um jejum de seis partidas sem vitórias.

Ficha do Jogo

Local: Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data e hora: 31/5/08, às 18h20min
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP)
Auxiliares: João Bourgalber Chaves e Anderson José de Moraes Coelho (SP)

FIGUEIRENSE: Wilson, Vinícius, Asprilla e Michel; Léo Matos, Magal, Élton, Rodrigo Fabri, Cleiton Xavier e William Matheus; Wellington Amorim. Técnico: Guilherme Macuglia.

GOIÁS: Harlei, Victor, Ernando, Henrique e Fabinho; Fernando, Ramalho, Pituca e Paulo Baier; Alex Terra e Schwenck. Técnico: Vadão

____________________________

BOLA DE CRISTAL

Duas equipes medianas, mas pela crise que se instala no Goiás, e o fato do Figueirense jogar em casa deixa os catarinenses em melhor condição.
Palpite: Vitória do FIGUEIRENSE.


Mago: Marco Miranda
marco_mirand@yahoo.com.br


Fontes: Lancenet e Globo.com



Direto da Redação








Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Seleção Brasileira> Brasil encara Canadá, histórico osso-duro que agora quer jogar bonito

* Seleção venceu apenas um de três jogos contra os canadenses, que prometem abandonar retranca. Robinho e Luis Fabiano formam o ataque.

A seleção brasileira vai a campo neste sábado para encarar o Canadá, no Qwest Field, em Seattle, Estados Unidos. Apesar de não ostentar qualquer tradição no futebol (jogou apenas uma Copa do Mundo, em 1986), os canadenses não costumam dar moleza aos brasileiros. Em três jogos, foram dois empates e apenas uma vitória do Brasil. Os comandados de Dunga tentam mudar esta história.

Curiosamente, o Canadá é uma das poucas no mundo que nunca perderam para a seleção principal do Brasil: na goleada de 4 a 1 sofrida pelos canadenses, na Copa Ouro de 1996, era a equipe olímpica do Brasil que estava em campo, embora o torneio fosse sem limite de idade. OS dois empates ocorreram em 1994 (1 a 1) e em 2001 (0 a 0).

O Canadá ocupa a 62ª posição no ranking da Fifa. Tentando voltar a disputar uma Copa do Mundo, a seleção garante que mudou de filosofia para subir de rendimento.

- No passado, nossa mentalidade era mais defensiva. Mas nesta era queremos marcar uma diferença. Queremos jogar um futebol mais atraente, rolar mais a bola e fazer gols bonitos - diz o meia De Rosario.

No Brasil, muito se falou sobre quem ocuparia o ataque. O técnico Dunga, como de costume, deu preferência a que vem jogando ultimamente. Com isso, a dupla de frente será Robinho e Luis Fabiano. Adriano e Alexandre Pato começam no banco.


O restante da equipe não difere muito do habitual. Foi realizado apenas um treinamento antes da partida, nesta sexta-feira, e Dunga escalou Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e Gilberto; Mineiro, Josué, Júlio Baptista e Diego; Robinho e Luis Fabiano no time titular.


Gilberto Silva e Anderson, que tiveram problemas com visto de entrada nos Estados Unidos, só participarão do amistoso contra a Venezuela, na próxima sexta-feira.


Ficha do jogo

BRASIL CANADÁ
Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e Gilberto; Mineiro, Josué, Júlio Baptista e Diego; Robinho e Luis Fabiano. Hirschifield, Starterri, Hastings, Harinault e Klukowski; Nakajima, De Gusman, De Rosario e Hutchinson; Ali Gerba e Hadzinski.
Técnico: Dunga. Técnico: Dale Mitchell.
Estádio: Qwest Field, em Seattle (EUA). Data: 31/05/2008, às 23h30m (de Brasília. Árbitro: Kevin Stott (EUA).
Transmissão: Globo e Sportv

fonte: globo.com











Redator: Marco Miranda
marco_mirand@yahoo.com.br

Euro 08 > Bolão

* Mais uma novidade na Redação; Vale uma camisa!

O blog Redação do Esporte® lança mais uma novidade para você leitor. Vem aí o Bolão da Eurocopa 2008! O campeão leva a camisa de sua seleção européia preferida.

Para participar é fácil, basta fazer sua inscrição. Em breve lançaremos oficialmente as inscrições, regulamentos e apostas.

E aqui na Redação você não perde nenhum detalhe da Euro. Vai ser de arrepiar!

Aguarde, que traremos mais novidades do bolão.


Direto da Redação

NBA > Após 21 anos, Lakers e Celtics duelam pelo título

* Boston garantiu vaga nesta sexta

Após sofrer e ter de disputar o sétimo jogo para fechar as séries contra Atlanta Hawks e Cleveland Cavaliers, o Boston Celtics venceu o Detroit Pistons por 89 a 81 e conquistou o título da Conferência Leste na casa do adversário, fechando a série em 4 a 2.

O time dirigido por Doc Rivers consegue quebrar um jejum de 21 anos dos Celtics sem chegar a uma decisão da NBA. Coincidentemente, a última final foi exatamente contra o Los Angeles Lakers, seu rival em busca do título na atual temporada.

Já o Detroit amargou a terceira derrota seguida na final da Conferência Leste. O time perdeu para Miami Heat (2005-06) e Cleveland Cavaliers (2006-07), antes de cair diante do Boston.

No jogo desta sexta, o que fez a diferença foi a boa atuação do trio Kevin Garnett, Paul Pierce e Ray Allen. Pierce foi o grande destaque dos Celtics, marcando 27 pontos e pegando oito rebotes. Garnett teve 16 e Allen 17.

O grande nome do time de Flip Saunders foi o armador Chauncey Billups, que marcou 29 pontos, pegou seis rebotes e deu seis assistências.

Os Lakers garantiram sua vaga na quinta, ao bater o San Antonio Spurs por 100 a 92, fechando em 4-1 a série. Esta é a 12ª final entre as duas equipes na história da liga, e a vantagem é dos verdes: 8-2.

Fonte: terra
Foto: Reuters











Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Série B > Corinthians e Fortaleza duelam por liderança

* Eliminado pelo Corinthians na segunda fase da Copa do Brasil, a equipe cearense vai ao Pacaembu para tentar roubar a liderança do time alvinegro

Pela terceira vez nesta temporada, Corinthians e Fortaleza se enfrentam neste sábado, às 16h10, no estádio do Pacaembu. Dessa vez pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Nas outras oportunidades, na segunda fase da Copa do Brasil, quem levou a melhor foi o Timão, que agora está na final do torneio.

O que está em jogo neste sábado, porém, é a liderança da Segundona. Único com 100% de aproveitamento até aqui, o clube paulista tem nove pontos e está isolado na primeira colocação. O Fortaleza, com sete, é vice-líder. Por isso, se vencer, assume a ponta da tabela. Para continuar líder, o Alvinegro só precisa do empate.

- O Fortaleza de agora é muito parecido com o que enfrentamos na Copa do Brasil. O treinador é o mesmo e a equipe já está muito bem entrosada. E pela campanha nesse início de Série B tem provado que é um bom time – analisa Mano Menezes.

Embora a importância do jogo pela Série B seja grande e a ordem seja concentração total apenas nessa partida, o elenco do Corinthians está com dificuldade de parar de pensar na decisão da Copa do Brasil. O Timão encara o Sport, nos dias 4 e 11 de junho, para ver quem levanta o caneco de campeão.

- É complicado não pensar na decisão, mas temos de nos concentrar no importante jogo que temos contra o Fortaleza – comenta o goleiro Felipe.

Timão poupa; Fortaleza tem força máxima

O técnico Mano Menezes não revelou a equipe que deve colocar em campo contra o Fortaleza. Mas isso é comum. O que ele fez na última sexta-feira foi confirmar os quatro jogadores que serão poupados para a decisão da Copa do Brasil. São eles: Chicão, Diogo Rincón, Eduardo Ramos e Dentinho.

Dessa maneira, Fábio Ferreira entra na zaga, Douglas na armação para suprir a ausência de Diogo Rincón, Lulinha na vaga de Eduardo Ramos e, muito provavelmente, o uruguaio Acosta na posição de Dentinho.

- Nós vamos continuar dentro da mesma linha. Se o jogador estiver bem fisicamente vai para o jogo, mas se tiver algum risco não vai. Para esses jogos nós vamos tirar Chicão, Eduardo Ramos, Diogo e Dentinho. Nenhum deles está relacionado para a partida – explica o comandante da equipe do Parque São Jorge.

Do lado do Fortaleza, o técnico Heriberto da Cunha vai manter a mesma base das três primeiras rodadas. A única dúvida é na formação do meio-de-campo: Dude ou Júnior Cearense. Neste início de Série B, o time cearense está invicto: duas vitórias e um empate.

FICHA DO JOGO:
Estádio: Pacaembu, São PAulo (SP)
Data/hora: 31/05/2008 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Auxiliares: Renato Miguel Vieira (DF) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)

CORINTHIANS: Felipe, Carlos Alberto, Fábio Ferreira, William e André Santos; Nilton (Elias), Fabinho, Lulinha e Douglas; Acosta e Herrera. Técnico: Mano Menezes.

FORTALEZA: Tiago Cardoso; Vitor, Erandir e Preto; Dude (Júnior Cearense), Leandro, Simão, Paulo Isidoro e Márcio Azevedo; Rômulo e Osvaldo. Técnico: Heriberto da Cunha.

Fontes: Globo.com e Lancenet


Estagiário: Pedro Silas
pedro_sccp@yahoo.com.br

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Corinthians > Democracia 10

A Fiel merece!

Foi uma vaga conquistada para a final do jeito que a Fiel gosta, e com jeito de time campeão. Ninguém imaginava que o Corinthians chegaria tão perto de um título nacional após a queda e o seu pior ano desde 1910, mas após ter passado pelo Goiás de forma brilhante, tinha tudo para buscar o título, e chegou a hora!

Os jogadores precisam jogar como se fosse o último jogo da vida de cada um. A Fiel merece este título mais do que nunca, por tudo que passou... Pelas notícias nas páginas policias, pelo sofrimento que o Sr. Dualib nos fez passar, e principalmente, pelo dia mais doído da história do Corinthians, o rebaixamento.

E apesar de tudo isso, a torcida corintiana aderiu a campanha do "Eu nunca vou te abandonar", lotou os estádios no Paulistão, e principalmente na Copa do Brasil, sendo uma das grandes responsáveis pelo time estar na grande final.

E um título nacional logo após o pior ano da história, e disputando a segundona, seria algo fantástico e inédito, além do título, coloca o time na Libertadores de 2009, um ano que poderia ser triste, poderá ser um começo de um grande presente para o centenário em 2010.

A Final - Segundo jogo em Recife

Ontem foi decidido que o segundo jogo será na na casa do Sport, na Ilha do Retiro, em Recife. No retrospecto na Copa do Brasil isso é ótimo, já que os dois títulos do Corinthians foram conquistados fora de casa, em 95 no Olímpico contra o Grêmio, e 2002 na Boca do Jacaré, em Brasília, contra o Brasiliense.

Além do fato do time estar completo (com exceção do Douglas, claro) no primeiro jogo da final no Morumbi, e poder fazer o resultado, e caso perca algum jogador para o segundo jogo, pode montar uma formação mais defensiva, sem se preocupar em atacar, caso faça um bom resultado em SP.

Claro que decidir aqui com a torcida é sempre importante, e todo torcedor que vai ao estádio desejava que fosse aqui a decisão. Mas o jeito é fazer o resultado aqui e deixar a responsabilidade toda para o Sport lá, e jogar com inteligência na casa do adversário.

Dênis no Timão

O lateral Dênis, ex-Santos, foi contratado para a seqüência da Série B, e espero que não seja mais um "Pedro" da vida, como foi no ano passado, que após ter uma confusão no time da baixada, se transferiu para o Corinthians, e fez alguns poucos jogos e foi para a Europa, nitidamente usou o Corinthians como vitrine.

Mas de fato o Corinthians precisa de um lateral direito de oficio mesmo. O Carlos Alberto é volante de origem, lateral direita não é a dele, e o Alessandro rende muito mais como meia. Ambos podem até jogar uma vez ou outra como lateral, mas precisa ter um jogador fixo na posição, e espero que o Dênis dê certo.

Direto da Redação
Foto: Site do Corinthians

Estagiário: Pedro Silas
pedro_sccp@yahoo.com.br

Corinthians > Lateral Dênis é o novo reforço do Timão

* Jogador vence batalha judicial com o Santos e se apresenta no Parque São Jorge nesta sexta-feira

A diretoria do Corinthians apresentará oficialmente nesta manhã de sexta-feira o mais novo reforço da equipe para a Série B do Campeonato Brasileiro. Trata-se do lateral-direito Dênis, de 24 anos, que estava atuando pelo Santos. Ele ficará no Parque São Jorge até o dia 31 de agosto de 2011.

O jogador tinha um contrato de gaveta com o time da Vila Belmiro, mas a juíza Luciana Bezerra de Oliveira, da 3ª Vara do Trabalho de Santos, considerou sem validade o documento. Em última instância, porém, a Justiça pode dar razão ao Peixe.

Como de costume, a direção do Timão não falava sobre a transação, mas o vice-presidente de marketing, Luiz Paulo Rosemberg, já dava o acerto como praticamente certo antes do jogo contra o Botafogo, quarta-feira, pelas semifinais da Copa do Brasil.

- (O Dênis) é uma boa contratação. A defesa com Dênis, Chicão, William e André Santos não deve para ninguém – diz.

Denis Oliveira de Souza nasceu em Ipatinga, Minas Gerais, no dia 21 de setembro de 1983. Antes de chegar ao Corinthians, o lateral passou pelo time da sua cidade natal, Ponte Preta e pelo Santos.

Segundo e decisivo jogo da Copa do Brasil será em Recife

Foi sorteada no início da tarde desta quinta-feira, na CBF, a ordem dos jogos da final da Copa do Brasil. O primeiro jogo será no Morumbi, em São Paulo, e o segundo, no estádio da Ilha do Retiro, em Recife.

O Corinthians fará, então, pela primeira vez na competição, o segundo jogo fora de casa. O Sport derrotou Palmeiras (nas oitavas-de-final) e Internacional (nas quartas-de-final) jogando a segunda partida em casa.

As duas equipes garantiram nos pênaltis, na noite de quarta-feira, a vaga na grande final. O Corinthians devolveu no Morumbi os 2 a 1 que levou do Botafogo no Engenhão, no Rio de Janeiro, enquanto o Sport foi derrotado pelo Vasco em São Januário por 2 a 0, mesmo placar da vitória rubro-negra na Ilha do Retiro. Nas penalidades máximas, os finalistas venceram por 5 a 4.

Fonte: Globo.com


Estagiário: Pedro Silas
pedro_sccp@yahoo.com.br

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Santos > Autuori ou Cuca?

* Indefinição no Peixe; Márcio Fernandes segue no comando

Depois da demissão do técnico Emerson Leão, o Santos continua órfão no comando do time. Dois nomes fortes são cogitados, e a dúvida está no ar. Paulo Autuori e Cuca são os mais prováveis substitutos de Leão. Enquanto nada se decide, Márcio Fernandes continua dirigindo o time interinamente.

Cuca ganhou muita força nesta quinta-feira. Com a eliminação do Botafogo na Copa do Brasil, o treinador não aguentou mais um insucesso e pediu as contas. Alguns dão como certa a ida de Cuca para o clube da baixada paulista. Informações dão conta de que ele estará em Santos nesta sexta-feira onde deve acertar os detalhes.

Mas não está descartada a hipótese de Paulo Autuori ser o novo técnico alvi-negro. Autuori, que atualmente dirige o Al Rayaan, do Catar, não havia sido liberado pelo clube, mas as coisas mudaram, garante Luiz Antonio Ruas Capella, diretor de Futebol do Santos.

- Ele voltou para o Catar e vamos aguardar uma resposta. Não temos pressa - afirma Capella em entrevista à Rádio Record.

Sobre Cuca, Capella também dispista, mas deixa claro o interesse.

- Conversei com o empresário do Cuca, mas não chegamos a discutir salários. Foi mais para fazer uma sondagem, ver quais as condições. É um ótimo nome, que agrada a toda a diretoria do Santos - comenta Capella.

Santos vai de 3 zagueiros

Márcio Fernandes fez uma alteração no time em relação aos 11 que Leão vinha escalando. Fabão perde sua vaga no time e Domingo assume o comando da zaga. Outra mudança é tática. Betão volta a ser zagueiro e Adriano vai ser o lateral direito no clássico contra o São Paulo, na Vila Belmiro, domingo, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso o esquema será o 3-5-2.

O time que entra em campo deve ser formado por: Fábio Costa, Domingos, Betão e Marcelo; Adriano, Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto, Molina e Kleber; Wesley e Kléber Pereira. Este último é dúvida, por conta de uma lesão no tornozelo, mas ele fará tratamento intensivo e deve jogar.


Direto da Redação









Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Vasco > Careca, Edmundo diz que não joga mais

* Mas Eurico diz "Não"!

O dia foi movimentado na Colina, após a eliminação vascaína na Copa do Brasil. No tempo normal, os cariocas venceram por 2 a 0, mas nos pênaltis deu leão: 5 a 4. Herói e vilão do duelo, Edmundo resolveu chutar o balde. Ele raspou o cabelo e anunciou sua aposentadoria.

- Eu que não devo mais estar aqui. Não agüento mais essa emoção. Estou indo lá na sala do presidente para informar a para ele. Vou antecipar a minha aposentadoria.

Edmundo parecia decidido. Na noite anterior, ele fez o gol que levou o jogo para os pênaltis, nos acréscimos do jogo, mas na decisão ele foi único a desperdiçar uma cobrança, e o Vasco se viu eliminado.

Mas, Eurico não quis nem saber e não aceitou o pedido do Animal.

- O Edmundo veio me falar que estava com interesse de parar, de rescindir o seu contrato, e eu não aceitei, ponto. Ele até me disse que falou com a imprensa que ia parar. Eu disse 'É problema seu. Agora vai comunicar que veio aqui e não aceitei' - disse, ao programa 'Tá na Área', do Sportv.

Eurico também aproveitou para isentar o craque vascaíno de qualquer culpa, e ainda achou o "verdadeiro culpado" pelo insucesso.

- Não foi o Edmundo o responsável pelo Vasco não ter se classificado. O responsável foi o árbitro. Eles fazem isso de forma impune, não existe punição. O bandeira que anulou aquele gol estará trabalhando normalmente de novo. Causa um prejuízo irreparável. O prejuízo de ordem financeira, de ordem moral que acarreta com a perda de uma classificação é irreparável. Sobre o Edmundo perder o pênalti, isso faz parte - afirma o presidente do Vasco.



Direto da Redação








Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

São Paulo> Tri do Morumbi

E agora Juvenal? E agora Muricy?


Passaram-se quase seis meses e o que o torcedor são-paulino viu em campo foi sempre um time desajeitado, sem padrão tático, um time que não desempenhou o esperado, de fato não rendeu. Quem são os culpados?


Com contratações infelizes, Juvenal Juvêncio pode levar parte da culpa. Juninho, Joilson, Carlos Alberto e Fabio Santos não renderam nada do que se esperava deles. Falta de empenho na busca por reforços? Talvez, como o presidente costuma dizer, “- O São Paulo não sai fazendo loucuras” quer loucura maior do que apostar no jogador-baladeiro Carlos Alberto?


Para fazer um grande time é preciso investimento, somos de longe o clube que possui independência financeira com mais dinheiro no país, e temos que agüentar nosso presidente falando que não contrata ninguém por contratar. Ótima filosofia a se tomar, mas o São Paulo precisa contratar, então trate de achar jogadores que joguem o que o glorioso Tri Mundial necessita.


Outra parcela de culpa vai para o treinador Muricy Ramalho, que teve tanto tempo para acertar a equipe, e nada. Durante grande parte do semestre o treinador sai falando que estava cansado, então, agora é a torcida que cansou de você. Escalações estranhas, improvisações desnecessárias foram detalhes que marcou as eliminações na libertadores e paulista. Éder Luís que chegou com do Atlético-MG com pinta de craque não fez uma partida descente pelo Tricolor, culpa do jogador? Claro que não, sua posição não é de meia, ele não é o Leandro!!! Éder Luís = Atacante. Um de nossos destaques no semestre, Zé Luís, é um gigante quando atua de volantes, mas não sabe jogar de zagueiro, deixa muitos espaços. E por fim, o que o Richarlyson ainda faz no time?


Então Muricy, pare de chorar que está cansado, e chorar pelo seu camisa 10, que não existe no país, e dê um padrão de jogo para esse time.


Dentro da própria diretoria, comandada por Leco, surgi um grupo que quer Muricy Ramalho na rua. Concordo, desde que se traga um bom técnico, não adianta demiti-lo e trazer Geninho. Zico ou Autuori seriam ótimas opções, porém ambos devem permanecer no exterior. Então sobraria quem?


É torcedor são-paulino, a situação está difícil, e se nossos dois comandantes não fizerem algo, a situação vai se complicar cada vez mais.


Direto da Redação












Redator: Marco Miranda
marco_mirand@yahoo.com.br

NHL > Penguins diminuem desvantagem

* Jogando em casa, Pittsburgh vence Detroit por 3 a 2

Apenas 1 vitória. Essa agora é a vantagem do Detroit Red Wings para o Pittsburgh Penguins, na final da Stanley Cup, após a vitória do Pittsburgh, em casa, por 3 a 2, nesta quarta-feira. A série agora está 2-1 para os Asas Vermelhas.

A vitória dos Penguins passou muito pelas mãos de Sidney Crosby. Ele marcou os dois primeiros gols do time no jogo, enquanto Adam Hall marcou o terceiro. Johan Franzen e Mikael Samuelsson descontaram para os Red Wings, que seguem na pressão da Pensilvânia.

Na sexta-feira, acontece o jogo 4, novamente na Mellon Arena.


Direto da Redação








Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Copa do Brasil > Nas mãos de Felipe

* Goleiro pega pênalti e Timão está na final da Copa

Foi sofrido. Foi emocionante. Do jeitinho que a Fiel torcida gosta e está acostumada. Depois de 90 minutos disputadíssimos, Corinthians e Botafogo decidiram a classificação para a final da Copa do Brasil nos pênaltis e o time do Parque São Jorge levou a melhor. Na última cobrança da equipe carioca, Felipe voou para o chute de Zé Carlos e decretou a vitória corintiana.

Com isso, após um fim de 2007 trágico, com a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro, o reformulado Corinthians mostra sua força e volta a disputar uma decisão. E quem diria, justamente contra o time do técnico que estava na frente no fatídico dia 3 de dezembro, Nelsinho Baptista, hoje comandante do Sport.

Clima quente

O começo da partida foi como imaginava e pedia o meio-de-campo do Corinthians, Diogo Rincón. Disposto a marcar o gol da classificação logo nos primeiro minutos, repetindo assim o ímpeto demonstrado na vitória por 4 a 0 sobre o Goiás, nas oitavas-de-final, o time do Parque São Jorge buscou o ataque. Desordenado, porém, o Timão parava na forte marcação do Fogão, bem montado defensivamente por Cuca.

Mano Menezes praticamente perdeu a voz à beira do gramado pedindo paciência para seus jogadores. As triangulações e jogadas de ultrapassagem vistas nas últimas partidas não saíram. Se atrás o Botafogo era efetivo, no setor ofensivo não pode-se dizer o mesmo. Embora velocista, o ataque botafoguense não conseguiu encaixar uma grande trama no primeiro tempo. O jogador mais lúcido do Timão foi o argentino Herrera. Foram dos pés dele - e principalmente da cabeça - que surgiram as raras oportunidades da equipe corintiana nos primeiros 45 minutos. No Botafogo, as jogadas sempre passavam pelos pés de Lucio Flávio.

Se não demonstravam força ofensiva, os times abusavam na vontade. Da metade para o fim da primeira etapa, o jogo ficou excessivamente pegado, com faltas duras e discussão entre os jogadores. Diguinho e Dentinho bateram boca dentro da grande área. A confusão entre os atletas durou até o fim da primeira etapa. Na saída para o intervalo, os atletas das duas equipes voltaram a trocar ofensas. Até o técnico Mano Menezes entrou em campo para tentar apartar a discussão.

Bola na rede

Antes de ser expulso, Mano Menezes colocou Acosta no lugar de Fábio Ferreira e disse querer um gol do uruguaio quando questionado sobre a entrada dele. E o seu pedido foi atendido aos 6 minutos. Muito pela raça e vontade de Herrera, que fez ótima jogada pela direita e rolou para o camisa 25 completar.

Mas a alegria da Fiel durou muito pouco. Dois minutos depois, após cobrança de escanteio, André Luis desviou de cabeça e, se aproveitando de uma falha do goleiro Felipe, Renato Silva pegou o rebote e empatou.

E se de um lado Felipe falhou, Castillo copiou. Aos 19 minutos, quando o Botafogo era superior ao Corinthians em campo, Chicão cobrou falta a meia altura e o goleiro botafoguense, mal colocado, aceitou. Delírio da torcida corintiana no Morumbi.

É, viriam os pênaltis...

LEIA TAMBÉM > Correu, bateu e...

Feliiiiipe!!!

Na disputa decisiva, muita calma para os dois lados. Todos os pênaltis foram convertidos, até o último do Botafogo. Zé Carlos cobrou no canto esquerdo de Felipe, que se esticou todo e espalmou, decretando a classificação corintiana. E que venha o Sport!


Ficha do Jogo
Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/Hora: 28/05/2008 - 21h50min (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR - Fifa)
Assistentes: Roberto Braatz (RS - Fifa) e Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA - Fifa)
Renda/Público: R$ 845.089,00 / 61.752 pagantes
Cartões amarelos: Dentinho, Herrera, William (COR); Fábio e Castillo (BOT)
Gols: Herrera, 7'/2ºT (1-0); Renato Silva, 9'/2ºT (1-1); Chicão, 19'/2ºT (2-1)

Pênaltis: Chicão (COR) 1-0; Lucio Flávio (BOT) 1-1; Herrera (COR) 2-1; Alexsandro (BOT) 2-2; Nilton (COR) 3-2; André Luis (BOT) 3-3; Alessandro (COR) 4-3; Jorge Henrique (BOT) 4-4; Acosta (COR) 5-4;

CORINTHIANS: Felipe, Fábio Ferreira (Acosta - intervalo), William e Chicão; Alessandro, Nilton, Eduardo Ramos, Diogo Rincón (Marcel, 29'/2ºT) e Wellington Saci (Carlão, 29'/2ºT); Dentinho e Herrera.
Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO: Castillo, Renato Silva, Andre Luis e Bruno Costa; Túlio Souza (Zé Carlos, 22'/2+T), Leandro Guerreiro, Diguinho, Lucio Flavio e Jorge Henrique; Fábio (Alexsandro - intervalo) e Wellington Paulista (Adriano Felício, 41'/2ºT).
Técnico: Cuca

Fontes: Globo.com e Lancenet!

O Leitor Acertou!
Quem passa para a final da Copa do Brasil?
Corinthians - 66.6 %
Botafogo - 33.3%



Direto da Redação









Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Copa do Brasil > Vasco cai nos pênaltis contra o Sport

* Edmundo leva jogo para os pênaltis, mas vacila na decisão

Edmundo fez o gol que levou o jogo para os pênaltis, na vitória do Vasco, sobre o Sport, por 2 a 0, pelas semi-finais da Copa do Brasil, nesta quarta, em São Januário, mas na hora das penalidades ele bateu muito mal e os pernambucanos venceram por 5 a 4, conquistando assim a vaga para a final do torneio.

Defendendo a vantagem conquistada no confronto de ida, na Ilha do Retiro, em Recife (PE), quando venceu o oponente por 2 a 0, o técnico Nelsinho Batista montou um sistema defensivo consistente, anulou o esquema ofensivo do adversário e, jogando melhor, especialmente nos 45 minutos iniciais, enfrenta o Botafogo pelo título da competição.

Primeiro tempo amarrado

Com o tradicional uniforme preto e determinado a marcar logo no início, o Vasco entrou com o nervosismo junto da obrigação de vencer por dois gols de diferença. Logo nos primeiros minutos, os passes errados e as falhas no posicionamento eram visíveis. Morais e Alex Teixeira, meias ofensivos, pouco se aproximavam de Edmundo e Leandro Amaral. E quando surgia uma boa chance, a jogada saía errada. Aos 13, Edmundo tocou na direita para o avanço de Wagner Diniz, que centrou com muita força por trás do gol.

Aos 16 minutos, Leandro Machado recebeu na meia-lua, girou e bateu para outra defesa do camisa 1 vascaíno. Machado ainda recebeu cruzamento na pequena área dois minutos depois, mas Jorge Luiz bloqueou.

Somente aos 26 minutos o Vasco levou algum perigo ao time pernambucano: Morais chutou de fora da área e a bola saiu à direita de Magrão. Insistindo pelo meio-campo, a equipe vascaína esbarrou nos três zagueiros rubro-negros, ajudados sempre pelos alas e por dois volantes.

Edmundo herói

Para o segundo tempo, o treinador Antônio Lopes voltou com o atacante Jean. A movimentação aumentou e o time passou a dominar as ações, empurrando o oponente para seu campo de defesa. Aos 12 minutos, Leandro Amaral completou para a rede, de cabeça, cruzamento de Edmundo, mas a arbitragem marcou impdimento duvidoso do Animal.

Dois minutos depois, novamente Leandro Amaral: ele completou de ombro escanteio cobrado pela esquerda e Magrão fez grande defesa. Aos 19 minutos, contudo, a pedra furou. Leandro Bomfim cobrou falta da intermediária e o atacante camisa 19 mergulhou de peixinho, na pequena área, e balançou a rede.

Quando o time partia para tentar marcar o segundo gol, o zagueiro Luizão, que já tinha cartão amarelo, cometeu falta em Enilton e foi expulso. Com 10 em campo, o Vasco foi mais na disposição. Aos 32, Leandro Amaral, o melhor do time, quase marcou o segundo - a bola foi para fora.

Nos contra-ataques, o Sport tentava surpreender. Aos 40, Enilton chutou, a bola resvalou na zaga e e tocou na trave. Aos 42, em bola alçada na área, quase o Vasco chegou ao segundo gol. A bola pune. Aos 45, Pablo bateu de fora da área, Magrão soltou e Edmundo marcou o segundo gol e levou a partida para os pênaltis.

Edmundo Vilão

Mas nas penalidades, o Animal vacilou. Logo na primeira cobrança, o camisa 10 vascaíno chutou por cima do gol, e como ninguém mais errou, o Sport venceu por 5 a 4, conquistando a vaga para enfrentar o Corinthians na final da Copa do Brasil.

LEIA TAMBÉM > Correu, bateu e...


Ficha do Jogo
VASCO 2 (4) x 0 (5) SPORT
Tiago, Wagner Diniz, Jorge Luiz, Luizão e Pablo; Jonílson, Leandro Bomfim, Morais (Madson) (Rodrigo Antônio) e Alex Teixeira (Jean); Leandro Amaral e Edmundo. Magrão, Igor, César e Durval; Luizinho Netto, Daniel Paulista, Sandro Goiano (Everton), Luciano Henrique (Fábio Gomes) e Dutra; Carlinhos Bala e Leandro Machado (Enilton).
Técnico: Antônio Lopes. Técnico: Nelsinho Baptista.
Gols: Leandro Amaral, aos 19,.e Edmundo, aos 45 do segundo tempo. Nos pênaltis: Luizinho Netto, Fábio Gomes, Magrão,. Dutra e Carlinhos Bala (Sport). Leandro Amaral, Tiago, Leandro Bomfim e Wagner Diniz (Vasco)
Cartões amarelos: Jonílson, Edmundo, Luizão e wagner Diniz (Vasco) e Luciano Henrique e Dutra (Sport). Cartão vermelho: Luizão (Vasco). Público: 24.033 pagantes. Renda: R$ xxx.
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro. Data: 28/05/2008. Árbitro: Alício Pena Junior (Fifa MG). Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa RS) e Gilson Bento Coutinho (PR).

Fontes: Lancenet! e Globo.com








Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br

Copa Libertadores > Flu garante empate na Argentina

* Riquelme e Thiago's foram os destaques

Na base da garra o Fluminense entrou em campo nesta quarta-feira no Estádio Juan Domingo Perón e conseguiu um grande resultado contra o Boca Juniors: 2 a 2. Com gols de Thiago Silva e Thiago Neves, o time do técnico Renato Gaúcho suportou a pressão da torcida e, principalmente, do adversário, que tentou a todo momento a vitória. Agora os dois times voltam a duelar na próxima quarta-feira e o Tricolor tem a vantagem de poder empatar por 0 a 0 ou por 1 a 1.

Como era esperado, o Boca Juniors partiu com tudo para cima do Fluminense, que, recuado, tentava sair nos contra-ataques com Thiago Neves. Sem conseguir trocar passes no campo do adversário, o time do técnico Renato Gaúcho até havia equilibrado o jogo. Mas uma bobeada do sistema defensivo aos 11 minutos pôs tudo a perder. Após lançamento, Palacio recebeu sozinho pela ponta direita e tocou para Riquelme. O camisa 10 argentino só teve o trabalho de escorar com o gol vazio.


Pressionado, o Fluminense não mostrava forças para buscar o empate. Porém, aproveitou mais uma vez sua principal jogada nesta temporada: as cobranças de falta na área. Aos 15 minutos, Thiago Neves levantou a bola na área para a cabeça fulminante de Thiago Silva. O zagueiro, recém-convocado para a Seleção Brasileira, comemorou muito seu segundo gol na Libertadores.


Tudo igual no placar, mas dentro de campo a superioridade do time da casa era evidente. Um festival de jogadores entrando pelas pontas, de rebotes desperdiçados na entrada da grande área e de chutes a gol nas mãos de Fernando Henrique ou para fora. Sentindo seu time atordoado, Renato Gaúcho agradeceu o término do primeiro tempo.


E na volta do intervalo a única coisa que havia mudado era o lado dos times, pois o Boca continou em cima. Se não fosse Fernando Henrique, o time argentino já estaria na frente antes mesmo dos dois minutos da etapa final. Desorganizado, o Fluminense não oferecia perigo ao adversário ou sequer passava da linha do meio-de-campo.


A zaga, um dos setores de confiança do Renato Gaúcho, se posicionava mal e falhava demais na saída de bola. Correndo atrás dos adversários, Thiago Silva e companhia chegavam atrasados nos lances e cometiam faltas como último recurso. E falta na entrada área é um erro contra um time que tem Riquelme.


O camisa 10, aos 19 minutos, chutou com categoria no canto esquerdo de Fernando Henrique, que nada pôde fazer. Perdendo o jogo, o Fluminense não sabia se buscava o empate ou recuava para segurar os 2 a 1 para o adversário. Porém, a estrela de Thiago Neves mais uma vez brilhou.


O jogador, que não estava bem na partida, recebeu rebote na entrada da área e, de lá, arriscou. Com uma falha incrível do goleiro Migliore, o Fluminense garantiu o empate e decide na próxima quarta-feira a vaga para a final da Libertadores.


Ficha do Jogo
Estádio: Juan Domingo Perón, Buenos Aires (ARG)
Data/hora: 28/5/2008 - 21h50min (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (URU)
Auxiliares: Mauricio Espinosa (URU) e Robert Muniz (URU)
Cartões amarelos: Chávez, Riquelme, Cáceres (BOC); Junior Cesar, Romeu, Fernando Henrique (FLU)
Cartões vermelhos: Não houve.
GOLS: Riquelme, 11'/1ºT (1-0); Thiago Silva, 15'/1ºT (1-1); Riquelme, 19'/2ºT (2-1); Thiago Neves, 31'/2ºT (2-2).

BOCA JUNIORS: Migliore, Maidana (Ibarra, 15'/2ºT), Cáceres, Paletta e Morel Rodríguez; Chávez (Cardoso, 27'/2ºT), Battaglia (Vargas, 30'/2ºT), Dátolo e Riquelme; Palacio e Palermo. Técnico: Carlos Ischia.

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior Cesar; Maurício (Romeu, 17'/2ºT), Arouca, Cícero, Thiago Neves (Roger, 42'/2ºT), Conca; Washington (Dodô, 33'/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.

O leitor opina!
Resultado Parcial:
Qual será a final da Libertadores 08?

América x Boca - 37%
Boca x LDU - 30%
Fluminense x América - 19%
LDU x Fluminense - 14%


Fonte: Lancenet!








Redator: Ricardo Pilat
ricardo.pilat@yahoo.com.br


quarta-feira, 28 de maio de 2008

NBA > Lakers por um

O Los Angeles Lakers conseguiu bater o San Antonio Spurs por 93x91 fora de casa e precisa de apenas mais uma vitória para fechar a série e ser campeão da conferência Oeste. Para a equipe do Texas jogar a final, eles precisam vencer todos os 3 confrontos restante, sendo 2 em Los Angeles.

O destaque foi mais uma vez Kobe Bryant, que liderou sua equipe com 28 pontos e 10 assistências. Porém o MVP não foi o cestinha, o ala-pivô Tim Duncan, do time da casa, anotou 29 pontos e ainda pegou 17 rebotes.

A equipe californiana fica cada vez mais próxima de seu vigésimo sétimo título da liga. Caso os Spurs passem, lutarão pelo seu quinto anel, o segundo consecutivo.

Dados: espn.com e nba.com

Direto da Redação


Estagiário:
Renan Santana

sca_renan@hotmail.com

Futebol Europeu> Mercado de Transferências

Roberto Mancini não é mais o técnico da Inter.

O empresário do treinador confirmou que Mancini não dirige a Internazionale na próxima temporada. E ainda de acordo com o empresário, assim que o atual tri-campeão do scudetto oficializar a saída do treinador, o português José Mourinho será anunciado. Com a chegada do ex-treinador do Chelsea, os craques Deco e Lampard podem pintar pelos lados de Milão.


Barça apresenta reforços

Tentando esquecer a pífia temporada 07/08, o Barcelona apresentou o malinês Keita, ex-Sevilla, e o zagueiro Piquet, ex-Manchester United. O apoiador chega para suprir a provável saída de Deco, já o Piquet chega para o lugar de Milito, que sofreu grave contusão no final da temporada.
Os catalães ainda sonham com os brasileiros Juan e Dani Alves, e estão próximos de acertar com o apoiador Hleb, do Arsenal.


Fim da novela, Amauri é da Vecchia Seniora

O atacante Amauri é o novo reforço da Juventus para a temporada 08/09. O clube de Turim pagará 12 milhões de euros, Além disso, o Palermo ficará com o volante Nocerino e com metade dos direitos federativos do atacante Lanzafame, que também disputará a próxima temporada pela equipe da Sicília. Amauri assinará um contrato por quatro temporadas e vai receber de salários 4,1 milhões de euros (R$ 10,7 milhões) por ano.


Gilardino não é mais jogador do Milan

Assim como o Barcelona, o Milan busca recolher os cacos da temporada 07/08. Depois de anunciar que Cafu e Serginho não continuam na equipe, e a provável saída de Dida, foi à vez do atacante Gilardino fazer as malas. O atacante foi liberado, sem custo algum, para fechar com a Fiorentina. A equipe rossonera busca reforços, Ronaldinho Gaúcho, Eto’o, Drogba, Hernanes, Alex Silva e Miranda são nomes fortes para a próxima temporada.


Felipão no Chelsea?

Essa especulação é antiga, porém pode se concretizar depois da Eurocopa. O treinador é um dos cotados para assumir os blues ao lado dos holandeses Gus Hiddink, Frank Rijkaard, e do francês Didier Deschamps. O sueco Eriksson era um dos mais cotados, porém está próximo de ser anunciado como novo técnico da seleção Mexicana. Quando perguntado sobre o assunto, Felipão disse: -“ Seria muito difícil eu negar uma proposta do Chelsea”


Principais negócios fechados

Jogador De Para
Keita Sevilla Barcelona
Piquet Manchester United Barcelona
Edmilson Barcelona Villarreal
Garay Racing Santander Real Madrid
Heitinga Ajax Atlético de Madrid
Ujfalusi Fiorentina Atlético de Madrid
Bosingwa Porto Chelsea
Luka Modric Croácia Zagreb Tottenham
Amauri Palermo Juventus
Gilardino Milan Fiorentina
Flamini Arsenal Milan
Marcelo Moreno Cruzeiro Shakhtar Donetsk


Direto da Redação











Redator: Marco Miranda
marco_mirand@yahoo.com.br